Mulher morre após aplicar silicone industrial em clínica clandestina de João Pessoa - Portal Cabuloso

Últimas

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Mulher morre após aplicar silicone industrial em clínica clandestina de João Pessoa

Uma mulher de 34 anos morreu na tarde desta quarta-feira (5), no hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, após ter aplicado silicone industrial no corpo. O procedimento teria acontecido em uma clínica clandestina no bairro do Varadouro, em João Pessoa.

Maísa Andrade, uma transexual, foi internada com alta quantidade de silicone industrial no corpo. A aplicação teria acontecido na região da perna.

De acordo com o diretor-geral do Trauma, a vítima já chegou entubada e com ventilação assistida. “Em todos os casos que há aplicação desta substância, há forte índice de morte”, completou.

O corpo de Maísa, que era da Cajazeiras, foi liberado por volta das 17h40 para o velório e enterro.

Veja a nota do grupo na íntegra
Nota de Falecimento do Movimento em Defesa dos Direitos Humanos da População LGBT do Município de Cajazeiras-PB
É com profunda tristeza que o Movimento EM Defesa dos Direitos Humanos de Cajazeiras-PB, vem informar aos amigos/as, aos nossos militantes e a nossa base social, o falecimento da companheira Maysa Andrade, na manhã do dia 05 de Fevereiro de 2020.
O Movimento LGBT se despede dessa guerreira e dá continuidade ao seu legado, transmitindo todo o aprendizado de seus atos para as próximas gerações.
Joyce Montinelly Oliveira
Representante do Movimento e Articuladora de Ações

Nenhum comentário: