Cidadania não descarta filiação de Adriano Galdino e Veneziano Vital - Portal Cabuloso

Últimas

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Cidadania não descarta filiação de Adriano Galdino e Veneziano Vital

Após as polêmicas geradas pela ‘Operação Calvário’, a soma de políticos buscando a desfiliação do PSB paraibano só tem crescido, culminando, também, na ida do governador João Azevêdo ao Partido Cidadania.

A decisão de Azevêdo, por sua vez, influenciou alguns aliados políticos a buscar a mesma sigla, resultando em prefeitos, vereadores, dentre outros cargos, enviando solicitação de filiação ao novo partido.

O presidente do Cidadania, Ronaldo Guerra, teceu comentários sobre a possibilidade de integração com nomes bastante conhecidos na política: o deputado e presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino – que já anunciou que deixará o partido socialista – e o senador Veneziano Vital (PSB).

Referente Adriano, Ronaldo disse ter uma relação de amizade e acredita que ele seja um ótimo nome para integrar a legenda. No entanto, foi lembrado que o presidente da ALPB já afirmou diversas vezes que só entraria em um partido com o objetivo de presidir a nível estadual. “A gente não pode de jeito nenhum descartar a possibilidade de Adriano vir para o partido, agora no antigo PPS, hoje Cidadania, nós temos uma regra”, disse.

A regra pontuada por ele é uma eleição interna feita, regularmente, de quatro em quatro anos, que define o presidente da legenda através do voto.

“Eu fui eleito vice-presidente, junto com Nonato Bandeira como presidente, e, em seguida, fui eleito presidente. Meu mandato termina no dia 30 de março de 2021, portanto, eu ainda tenho direito a uma reeleição”, falou.

Por isso, segundo Guerra, mesmo se fosse do seu interesse abrir mão e renunciar para que Adriano assuma, não seria possível, uma vez que seria estabelecido um novo congresso, para que o vice assumisse.

“Mas a vontade é grande de tê-lo no partido, sem dúvidas. E eu acho que isso não está difícil, apenas o deputado, por ter o mandato, a legislação não permite que ele saia de um partido para outro fora do período da janela, estabelecida pela Justiça Eleitoral, que para ele como deputado será lá em 2022”, pontuou.

Já referente ao senador Veneziano, ele destacou que é importante lembrar que a esposa do senador [Ana Cláudia Vital] é presidente do Podemos no Estado, o que, em sua visão, não o deixa confortável para convidá-lo. “Mas, se houver manifestação dele em vir ao Cidadania, com certeza será uma maravilha para o partido, e o partido está de portas abertas para recebê-lo”, finalizou.

Diário da Paraíba com Paraibadebate

Nenhum comentário: