CPI da Banda Larga retoma oitivas com operadoras de internet nesta segunda-feira na Câmara de João Pessoa

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) que investiga a prestação de serviços de internet banda larga na Capital está na reta final de suas atividades e vai dar continuidade à oitiva de operadoras nesta segunda-feira (22), às 9h30. As operadoras de internet Abramulti, Tim e Claro são as convidadas a prestar esclarecimentos.

Além das operadoras, foi convidada ainda a depor a empresa concessionária de energia elétrica na Paraíba, Energisa, para explicar o ordenamento de fios e cabos dos postes da cidade, uma vez que é a concessionária que cede o uso de instalação de cabeamento nos postes de cidade para empresas provedoras de internet. A falta de ordenamento dos cabos e fios nos postes da Capital também é investigada pela CPI por colocar em risco os transeuntes e a qualidade dos serviços das operadoras.

A ação faz parte da finalização dos trabalhos da CPI e visa a buscar respostas das empresas sobre as principais queixas colhidas até o momento pelo colegiado durante os depoimentos.

A CPI já ouviu as empresas operadoras de internet BrisaNet, BR 27, Online Telecom, Oi e Vivo durante as reuniões. Elas explicaram sobre a importância da educação do consumidor, como se dá o acesso dos clientes aos contratos firmados, as cláusulas de fidelização, transparência nos reajustes e meios corretos de aferição da entrega dos serviços prestados. A previsão é que o relatório da CPI seja concluído ainda neste mês de novembro.

Secom-CMJP

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) que investiga a prestação de serviços de internet banda larga na Capital está na reta final de suas atividades e vai dar continuidade à oitiva de operadoras nesta segunda-feira (22), às 9h30. As operadoras de internet Abramulti, Tim e Claro são as convidadas a prestar esclarecimentos.

Além das operadoras, foi convidada ainda a depor a empresa concessionária de energia elétrica na Paraíba, Energisa, para explicar o ordenamento de fios e cabos dos postes da cidade, uma vez que é a concessionária que cede o uso de instalação de cabeamento nos postes de cidade para empresas provedoras de internet. A falta de ordenamento dos cabos e fios nos postes da Capital também é investigada pela CPI por colocar em risco os transeuntes e a qualidade dos serviços das operadoras.

A ação faz parte da finalização dos trabalhos da CPI e visa a buscar respostas das empresas sobre as principais queixas colhidas até o momento pelo colegiado durante os depoimentos.

A CPI já ouviu as empresas operadoras de internet BrisaNet, BR 27, Online Telecom, Oi e Vivo durante as reuniões. Elas explicaram sobre a importância da educação do consumidor, como se dá o acesso dos clientes aos contratos firmados, as cláusulas de fidelização, transparência nos reajustes e meios corretos de aferição da entrega dos serviços prestados. A previsão é que o relatório da CPI seja concluído ainda neste mês de novembro.

Secom-CMJP

Postar um comentário

0 Comentários