CMJP concede cidadania pessoense ao jornalista João Costa

 

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) concedeu, na manhã desta quarta-feira (17), o Título de Cidadania Pessoense ao jornalista João Costa. A solenidade foi proposta pelo vereador Marmuthe Cavalcanti (PSL) e teve a presença do vereador Marcos Henriques (PT), autoridades, familiares e amigos do homenageado.

Marmuthe Cavalcanti destacou os talentos de João Costa também como radialista, produtor, roteirista, diretor, ator e professor de teatro natural de Pombal. “Ele é merecedor da cidadania pessoense por seu extraordinário valor, por suas contribuições para o fortalecimento da cultura e da mídia paraibana, além de relevantes serviços prestados à nossa capital através de seu trabalho”, justificou o autor da propositura, salientando que o homenageado também é vizinho morador do bairro Valentina de Figueiredo.

O vereador Marcos Henriques considerou como justa a homenagem. “Este é um momento em que João Pessoa reconhece o trabalho de jornalista, diretor e ator. Foi pelo seu viés jornalista que me fez vir aqui dizer da minha admiração. Ele é um jornalista coerente e conhecedor das dificuldades do nosso país e reverenciado no meio, pois conseguiu cativar grande parcela da sociedade que se acostumou com a sua forma de se posicionar. Que você possa ter ainda mais sucesso”, desejou.

Representando o comandante geral da Polícia Militar Coronel Euller Chaves, o Coronel Lívio Delgado destacou a importância do jornalismo realizado pelo homenageado. “A imprensa é preponderante, a cobrança da imprensa, da Câmara e da Assembleia são preponderantes para que tenhamos um futuro e segurança melhor para todos os paraibanos. É uma homenagem merecida que esta Casa hoje faz”, afirmou Coronel Lívio, lembrando os embates fervorosos protagonizados por João Costa em programas de rádio.

Os amigos Julierme Wanderlei, Beto Quirino e a cunhada Marizelia homenagearam o jornalista. “João é um cidadão que merece todas as reverências e todo o respeito da Paraíba por ser essa pessoa que contribui no lado social e radiofônico do estado. Vemos o trabalho e o empenho dele sempre defendendo o povo e as pessoas mais humildes. Ele sabe defender a população com firmeza nas suas convicções e fazendo o bom jornalismo, além de seu trabalho no teatro ser reconhecido por todos nesse meio”, destacou Julierme Wanderlei, caracterizando o homenageado como grande incentivador das artes.

Homenageado agradece a honraria recebida

João Costa relembrou sua trajetória profissional, desde 1970 quando chegou em João Pessoa. Ele falou sobre sua carreira no rádio, passando pela sua migração para o jornalismo on-line em meados no início dos anos 2000. O homenageado agradeceu os vereadores, amigos e familiares presentes pela homenagem recebida.

Meus agradecimentos deixo aqui aos amigos presentes. Em especial gostaria de agradecer a meus filhos e minha esposa, que me deu régua e compasso; que me deu e me dá amor e companheirismo numa jornada nada fácil. Sou grato a ela inclusive por estar vivo”, agradeceu João Costa especialmente à esposa Marilene Santos Costa.

O homenageado ainda criticou a administração da pandemia pelo Governo Federal, considerou que houve “uma estrutura governamental a favor da pandemia”, e apontou demora na aquisição de vacinas, além de uma “campanha vigorosa contra a ciência”. João Costa ainda comentou as eleições de 2018, afirmando que houve uma “clara manipulação” no pleito com a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo juiz Sergio Moro que posteriormente participou do governo vencedor, de Jair Bolsonaro (sem partido).

Secom-CMJP

Postar um comentário

0 Comentários